Instalações da Polícia Municipal vão ser remodeladas

A Câmara Municipal de Coimbra prepara-se para remodelar as instalações da Polícia Municipal (PM), situadas na Avenida Sá da Bandeira. O respetivo anteprojeto foi dado a conhecer na reunião do Executivo de ontem. A intervenção apresenta um custo estimado que ronda os 400 mil euros (s/IVA). 

A operação consiste na reabilitação do antigo edifício dos Bombeiros (quando se entra no espaço da PM, situado ao fundo, à direita) e o edifício devoluto contíguo, mais baixo, com frente para a Avenida Sá da Bandeira (em tons bege). Além destas duas reabilitações será construída uma nova ligação aérea entre as instalações onde atualmente funcionam os serviços da PM (edifício azul claro) e o edificado a reabilitar de modo a que a (re)funcionalização dos vários edifícios passe, também, por “criar” uma só unidade de utilização. 

Prevê-se, ainda, a demolição de anexos e ampliações dissonantes, obsoletos e em avançado estado de degradação, o que se traduzirá num aumento de espaço desocupado disponível para a PM.

O edifício originalmente projetado para quartel dos bombeiros apresenta-se em razoável estado de conservação estrutural, construtiva e de expressão arquitetónica. Por outro lado é evidente a sua obsolescência e desadequação funcional e de conforto. A intervenção proposta pretende requalificar esta estrutura, preservando e promovendo a sua morfologia e linguagem arquitetónicas originais e adequando-as às necessidades contemporâneas de funcionalidade, acessibilidade e operacionalidade, infraestruturas técnicas e tecnológicas e condições de conforto térmico e acústico. Assim sendo, propõe-se promover a sua (re)configuração interior ampla e polivalente, onde se localizarão o ginásio, refeitório e camaratas.

O já mencionado edifício em tons bege encontra-se em mau estado de conservação, apresentando patologias graves na estrutura e degradação generalizada dos restantes componentes. A intervenção pretendida prevê a consolidação estrutural do edifício e a reabilitação da sua linguagem construtiva formal com materiais idênticos aos originais. No piso térreo será instalado o espaço de receção ao público, acessível e adaptado, constituído por uma antecâmara, espaço de espera, balcão de atendimento, sala privada de reuniões e/ou atendimento personalizado e instalações sanitárias. Uma escada interior em estrutura metálica permitirá o acesso ao primeiro piso (sala de formação) e ao sótão (arquivo).