CMC vai adquirir novo autotanque para a CBS com apoio de fundos comunitários

A Câmara Municipal de Coimbra viu recentemente aprovada a candidatura que apresentou a financiamento comunitário com vista à aquisição de uma Viatura Tanque Tático Florestal (VTTF) para a Companhia de Bombeiros Sapadores (CBS). A nova unidade apresenta um custo total de 173.310 euros. Deste valor, o investimento considerado elegível é de 163.500 euros e a respetiva comparticipação – assegurada através do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) – é de 114.450 euros (70%). Trata-se do Eixo Prioritário e Objetivo Temático “Promover a adaptação às alterações climáticas e a prevenção e gestão de riscos”. 

A futura VTTF substituirá um Veículo Tanque Tático Rural (VTTR) com 34 anos ao serviço da CBS de Coimbra, que já ultrapassara o tempo de vida útil definido pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC). Na análise da candidatura apresentada pelo Município, destaca-se que a aquisição do autotanque responde a uma “necessidade urgente” da companhia, que assim passará a dispor de veículos técnica e taticamente ajustado às caraterísticas mais recentes definidas pela ANPC. A viatura permitirá também cumprir o dispositivo mínimo de segurança previsto no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF). 

Na nota de aprovação da candidatura da CMC pode ler-se que o novo autotanque permitirá uma “melhor adequação e capacidade de resposta, maior segurança dos operacionais na sua intervenção às situações de incêndios florestais e, ao mesmo tempo, vai permitir que a prevenção operacional  possa ser melhor executada, eficaz e eficiente, acompanhada de mais capacidade de reconhecimento numa primeira intervenção, contribuindo para uma maior segurança de pessoas e bens, património e ambiente, que, conjugando-se com verdadeiras políticas de prevenção, garantirá tranquilidade às populações”. 

Trata-se de um veículo com tração integral, equipado com bomba para combate a incêndios e tanque de água (entre 8 mil e 16 mil litros) para apoio a operações de socorro e/ou assistência.