Santa Casa da Misericórdia de Coimbra submeterá projeto de recuperação de um edifício da Alta a fundos comunitários

A desejada candidatura a fundos comunitários de uma empreitada para a criação de um conjunto de apartamentos destinados a jovens que estejam a iniciar a sua vida ativa, após terem frequentado instituições de acolhimento - foi um dos temas abordados hoje, numa reunião de apresentação da nova direção da Santa Casa da Misericórdia de Coimbra com o presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, que decorreu no gabinete deste. 

No encontro debateram-se diversos projetos prioritários para a direção recentemente eleita. Estiveram presentes o provedor, José Vieira, o vice-provedor, António Saltão, o tesoureiro, Américo Petim, o secretário, Armando Silva, e os mesários Armando Pimenta, Augusto Miranda e José Faria.

Trata-se de um projeto de recuperação de um edifício da alta de Coimbra, que é propriedade da Misericórdia, situado em frente à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação. Segundo Manuel Machado, o apoio poderá ser concedido através do IFRRU 2020 (Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas).

O encontro serviu também para abordar o bom funcionamento da Creche Margarida Brandão, situada na Rua Brigadeiro Correia Cardoso, que conta neste momento com 60 crianças e tem já igual número de inscrições para o próximo ano. O que, segundo a nova direção da Santa Casa, leva a que se comece a pensar em localizações alternativas no sentido de alargar a resposta às necessidades. Neste caso, Manuel Machado sugeriu a utilização de uma antiga Escola Primária atualmente inativa. 

A nova direção da Santa Casa debateu também a possibilidade de se encontrar um local onde se pudesse armazenar os alimentos de ajudas comunitárias. Sobre este tema, o presidente da CMC alertou para a necessidade de cumprimentos das regras legais de armazenamento de géneros alimentares. 

A nova direção ambiciona ainda construir um espaço para o alojamento de pessoas que se deslocam de longe para receber cuidados médicos em Coimbra. 

A Santa Casa da Misericórdia de Coimbra, fundada sob a égide da Rainha D. Leonor, em 1500, encontra-se fortemente empenhada em reestruturar o seu vasto património, no sentido de continuar a cumprir da melhor forma aquilo que, desde a sua fundação, se encontra atestado no seu compromisso: servir os desfavorecidos, vivendo o amor com esperança.