Antiga fábrica da Ideal em vias de receber nova unidade residencial médica

Grupo empresarial luxemburguês quer investir cerca de 12 milhões de euros em Coimbra

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, recebeu esta manhã, no seu gabinete, Bertrand Marcou, do grupo empresarial SIS lux, e Zaida Malho, representante do grupo em Portugal, que anunciaram a intenção de investir cerca de 12 milhões de euros na construção de uma nova unidade residencial médica, nas antigas instalações da fábrica Ideal, na Baixa da cidade, junto à margem do Mondego. O vereador do Urbanismo, Carlos Cidade, e Paulo Gomes, diretor da Quadrar - Construção e Promoção Imobiliária, SA., também marcaram presença no encontro.

A construção de uma moderna residencial médica, com uma área de mais de 7500 m2, nas antigas instalações da fábrica Ideal, contará com 120 camas, representando um investimento de cerca de 12 milhões de euros, que permitirá criar perto de 70 novos postos de trabalho. 

O antigo edifício de “A Ideal” é um imóvel devoluto com características industriais, cuja construção remonta à primeira metade do século passado, e onde funcionaram, até ao início dos anos 90, as instalações da antiga têxtil “Fábricas Ideal”. Localiza-se na zona ribeirinha da cidade de Coimbra, mais precisamente na Rua do Arnado.

O grupo empresarial SIS Lux desenvolve as suas atividades em serviços e cuidados pessoais, tratamento de dependências, rede de creches, serviços de assistência domiciliar e acomodações. O grupo, que já está implementado em França, Bélgica, Luxemburgo, Alemanha, Suíça, Espanha e Portugal, prepara-se agora para exportar os seus serviços para mais países na Europa, América do Sul e Ásia.

Atualmente, a CMC tem em curso intervenções que vão mudar a face desta área da cidade. Além da construção de uma ponte pedonal e ciclável adossada ao Açude-Ponte e da requalificação do Largo do Arnado, que se encontram em curso, Manuel Machado já anunciou a intenção de ligar as avenidas Fernão Magalhães e Cidade Aeminium através da Rua do Arnado. Além disso, os concursos para o desassoreamento do Rio Mondego e renovação da margem direita, entre a Ponte de Santa Clara e o Açude Ponte, encontram-se em fase final.