Vereador da CMC constata que Coimbra tem uma verdadeira rede de intervenção social

O vereador da Ação Social da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Jorge Alves, reuniu-se hoje, em Cernache, com a Comissão Social de Freguesia (CSF) local. Segundo Jorge Alves, o objetivo destes encontros “é fazer o balanço do trabalho desenvolvido pela Comissão Social de Freguesia”. Nesse âmbito, o vereador constatou que “a CMC conseguiu criar, com os parceiros, uma verdadeira rede de intervenção social”. Também na opinião do presidente da Junta de Freguesia de Cernache, Victor Carvalho, “este é um trabalho muito importante que a Câmara Municipal de Coimbra conseguiu pôr a funcionar no terreno”. 

As CSF, a funcionar em pleno desde 2014, têm um papel relevante no contexto da Rede Social. Cabe às CSF sinalizar as situações mais graves de pobreza e exclusão social existentes no território da freguesia e definir propostas de atuação a partir dos seus recursos, mediante a participação de entidades representadas, ou não, na CSF; promover mecanismos de rentabilização dos recursos existentes na freguesia; promover a articulação progressiva da intervenção social dos agentes da freguesia; promover ações de informação e outras iniciativas que visem uma melhor consciência coletiva dos problemas sociais; recolher a informação relativa aos problemas identificados no local e promover a participação da população e agentes da freguesia para que se procurem, conjuntamente, soluções para os problemas, bem como dinamizar a adesão de novos membros.

Todas as CSF têm um Fundo Municipal de Emergência Social (FMES), atribuído anualmente pela CMC, que apoia munícipes residentes na Freguesia em situação de comprovada carência social e económica que, por falta de meios, estão impossibilitados de ter acesso a bens, serviços e a condições básicas fundamentais, que lhes assegurem um patamar mínimo de vida com dignidade e que promovam a melhoria da sua qualidade de vida, designadamente nos seguintes casos: alimentação, saúde, água, eletricidade, gás, habitação (rendas e pequenos arranjos), educação e outros casos em que estejam em causa as condições mínimas de sobrevivência dos indivíduos e/ou agregados familiares.
Os beneficiários são previamente identificados no âmbito do Atendimento Social Integrado efetuado na Freguesia - e no qual está sempre presente um técnico social camarário -, e são posteriormente avaliados e diagnosticados em sede de reunião da CSF.

A CSF de Cernache é presidida pelo presidente da junta, Victor Carvalho, sendo constituída pela Junta de Freguesia, pela CMC, pelo Centro Distrital da Segurança Social, pela Ana Jovem, pelo Colégio Bom Jesus, pelo Colégio Imaculada Conceição, pela Caritas Diocesana de Coimbra e pela GNR.