Bluepharma inaugurou a ampliação do Centro de Investigação e Desenvolvimento

O presidente Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado, participou, esta manhã, na cerimónia inaugural da ampliação do Centro de Investigação e Desenvolvimento da Bluepharma, com os ministros da Saúde e da Economia, respetivamente, Adalberto Campos Fernandes e Manuel Caldeira Cabral, além de Paulo Barradas, presidente do Conselho de Administração da Bluepharma.

Para o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, a Bluepharma representa “um bom exemplo de empresa que conseguiu transformar o que era uma multinacional presente em Portugal numa multinacional portuguesa presente em todo o mundo”. Já Adalberto Campos Fernandes, ministro da Saúde, salientou que o Governo tem consciência “da importância de dinamizar o mercado dos genéricos em Portugal (…); são medicamentos seguros e de qualidade que fazem duas coisas: contribuem para a sustentabilidade estratégica do Sistema de Saúde mas fazem, sobretudo, com que as famílias possam ser tratadas em condições de segurança e qualidade, aumentando o seu vencimento disponível”, frisou.

Por seu turno, Paulo Barradas Rebelo agradeceu toda a colaboração da Câmara Municipal de Coimbra, no “processo de aquisição do terreno” que irá ser fundamental para a expansão da Bluepharma “nos próximos anos”. Recorde-se que, recentemente, esta farmacêutica comprou um terreno camarário, pelo valor de 326.083,50 euros, e anunciou um investimento de 15 milhões de euros na construção de uma nova unidade industrial, que permitirá criar cerca de uma centena de novos postos de trabalho. O espaço em causa tem uma área de 23.325 m2 e é contíguo às atuais instalações da Bluepharma, situadas no Cimo de Fala, São Martinho do Bispo. “Será fundamental para consolidar o projeto que temos vindo a construir”, afirmou o presidente do Conselho de Administração da Bluepharma.

Paulo Barradas Rebelo afirmou ainda que a ampliação, hoje inaugurada, representou um “investimento de 2 milhões de euros” e permitiu contratar mais “50 novos colaboradores, nomeadamente licenciados e doutorados, sobretudo para a área de Investigação & Desenvolvimento”.

A ampliação e reconversão do Centro de Investigação e Desenvolvimento "resultou num moderno laboratório de desenvolvimento de medicamentos oncológicos", conforme nota distribuída aos jornalistas. 

Ao longo de 16 anos de atividade, a Bluepharma "transformou uma unidade industrial que empregava 58 pessoas e que operava para o mercado nacional num grupo económico de 20 empresas", que emprega cerca de 450 trabalhadores.

Abriu sucursais em Espanha, Angola, Moçambique, Colômbia, Chile, Brasil e Estados Unidos, tendo, em 2016, exportado 85% da sua produção para mais de 40 países.