Coimbra acolheu hoje uma sessão pública de esclarecimento sobre a nova Prestação Social para a Inclusão e o novo Modelo de Apoio à Vida Independente (MAVI), duas medidas de proteção social na área da deficiência que se encontram em consulta pública. A sessão decorreu no Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (UC), foi presidida pelo ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, e contou com a participação, entre outros, da secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, do reitor da UC, João Gabriel Silva, e do vereador da Ação Social da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Jorge Alves. 

“Estas são medidas políticas de inclusão social na área das pessoas com deficiência e necessidades especiais. E têm um código genético que as aproxima: procuram promover o bem-estar das crianças, mulheres e homens a quem se dirigem e centram-se no reforço da vida independente e autónoma destas pessoas”, sintetizou o ministro Vieira da Silva. “O nosso sistema de proteção social praticamente obriga a pessoa com deficiência ou incapacidade a escolher entre a proteção social e a oportunidade de trabalho. Ora, o que queremos é tentar resolver este problema e tentar compatibilizar ao máximo o direito à proteção social e o direito ao trabalho”, acrescentou.

“Estamos aqui para debater publicamente estas duas medidas”, referiu, argumentando que “as políticas públicas ganham com estes debates alargados a toda a sociedade”. “Estaremos atentos e recetivos a todos os contributos deste debate”, concluiu Vieira da Silva, que assim encerrou a sessão de abertura do evento, discursando depois do reitor da UC, que agradeceu a visita do ministro e da secretária de Estado e elogiou a iniciativa do Governo, e do vereador da Ação Social da CMC.

“Parabéns por estas duas medidas e por esta iniciativa de debate público”, afirmou, por sua vez, o vereador Jorge Alves, agradecendo o facto de Coimbra ter sido uma das cidades escolhidas, a par com Lisboa e Porto, para a apresentação das novas medidas de promoção da inclusão de pessoas com deficiência e incapacidade, que o Governo colocou em debate público. “Da nossa parte, contem com a Câmara Municipal de Coimbra para a implementação destas medidas no terreno e para que tenham o melhor resultado possível”, concluiu o vereador da Ação Social da CMC.  

Terminada a sessão de abertura, foi a vez da secretária de Estado, Ana Sofia Antunes, apresentar, mais detalhadamente, a nova Prestação Social para a Inclusão e o novo MAVI. “O que este Governo pretende é uma sociedade que promova efetivamente as pessoas com deficiência, uma sociedade inclusiva. Começámos, por isso, a olhar para o atual sistema de prestações sociais e pusemos mãos à obra. Há um ano que uma equipa restrita está a trabalhar nestas medidas”, avançou Ana Sofia Antunes, explicando que as novas medidas propostas procuram, essencialmente, promover a inclusão das pessoas com deficiência ou incapacidade na vida coletiva.

Depois da apresentação da secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, foi tempo de ouvir as questões do público. Um debate que foi moderado pelo presidente do Instituto Nacional para a Reabilitação (INR), Humberto Santos.

A Prestação Social para a Inclusão das pessoas com deficiência ou incapacidade tem por objetivos a melhoria da proteção social, a promoção do combate à pobreza e o incentivo à participação laboral e à autonomização das pessoas com deficiência ou incapacidade, sempre que tal for possível. Sendo uma medida enquadrada no processo de reformulação das prestações sociais na área da deficiência, terá uma implementação faseada entre 2017 e 2019.

Já o MAVI traduz-se na disponibilização de assistência pessoal em atividades de vida diária e de participação definidas pela pessoa com deficiência, contando com o apoio de retaguarda de Centros de Apoio à Vida Independente. Será uma medida que se configurará em projetos-piloto para o período compreendido entre 2017 e 2020.

As novas medidas podem ser conhecidas no Portal do Governo, em http://www.portugal.gov.pt/pt.aspx e no website do INR, em http://www.inr.pt/content/1/1/bemvindo.

Prestação Social para a Inclusão

http://www.inr.pt/uploads/docs/inr/2017/Discussao%20Publica%20-%20Prestacao%20Social%20para%20a%20Inclusao.pdf

MAVI

http://www.inr.pt/uploads/docs/noticias/2017/2017_02%20Proposta_MAVI_Assist%C3%83%C2%AAncia_Pessoal_Portugal_2017_2020_Audi%C3%83%C2%A7%C3%83%C2%A3o_P%C3%83%C2%BAblica.pdf

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) realiza, durante os dias úteis das semanas de 5 a 11 de abril e de 12 a 18 de abril, a iniciativa “Dias Desportivos da Páscoa – Coimbra 2017”. O programa - aprovado por unanimidade na última reunião do executivo camarário – prevê a ocupação dos tempos livres e é dirigido a crianças e jovens dos 6 aos 12 anos, divididas em grupos consoante as idades. O objetivo passa por preencher os dias úteis de férias escolares com atividades lúdicas e desportivas, de promoção do convívio e do desenvolvimento de espírito de grupo.

As inscrições arrancam no próximo dia 27 de março, no Centro Olímpico de Piscinas Municipais, situado na Praça Heróis do Ultramar, e podem ser efetuadas entre as 9h00 e as 17h00. O máximo de inscritos será de 80 participantes por semana e cada pessoa pode inscrever 3 crianças/jovens ou o número de crianças/jovens do respetivo agregado familiar.

A participação nestas atividades implica o pagamento de 15 euros, na primeira semana de 5 a 11 de abril (5 dias úteis), e de 13 euros, na semana de 12 a 18 de abril (4 dias úteis). No caso dos beneficiários dos 1.º, 2.º e 3.º escalões da Ação Social Escolar da Câmara Municipal de Coimbra, o preço é de 5 euros por cada semana. Todos estes valores incluem almoço e seguro para os participantes.  

Basquetebol, Judo, Futsal, Râguebi, Ginástica, Andebol, Yoga, Jogos Tradicionais, Futebol de 7, Natação/Jogos Aquáticos, Boxe, Karaté, Kickboxing, Patinagem, Golfe, Hóquei em Patins e visita ao Exploratório e Observatório Geofísico são as atividades previstas. Quanto a locais, elas desenrolam-se, além dos espaços já referidos, no Pavilhão Municipal Multidesportos Mário Mexia, Piscinas Municipais Luís Lopes da Conceição, Parque Verde do Mondego e Quinta das Lágrimas. 

As atividades vão decorrer entre as 9h00 e as 17h00 e serão orientadas por técnicos da Câmara Municipal de Coimbra, com o apoio de especialistas nas várias modalidades desportivas, disponibilizados por clubes com quem a autarquia tem Contratos Programa de Desenvolvimento Desportivo. 

Com esta iniciativa, o Município pretende oferecer uma resposta às famílias para a ocupação dos tempos livres dos seus filhos em período de férias escolares, promovendo a prática de atividade física e de hábitos de vida saudáveis junto dos mais novos. O programa tem vindo a crescer de ano para ano, tendo registado 38 participantes em 2013, 53 em 2014, 65 em 2015 e 160 em 2016.

Consulte aqui a Ficha de Inscrição

Consulte aqui o Calendário dos Dias Desportivos | 1ª Semana - 2ª Semana

 

A Antiga Igreja do Convento São Francisco recebe, no próximo sábado, dia 25 de março, pelas 21h30, o concerto de estreia do V CICLO DE REQUIEM – COIMBRA 2017, uma iniciativa do Coro Sinfónico Inês de Castro (CSIC) com o Alto Patrocínio da Câmara Municipal de Coimbra.

“Stabat Mater”, de Gioacchino Rossini é a obra que abre o ciclo e que será dirigida pelo maestro António Vassalo Lourenço. Em palco a Orquestra Filarmonia das Beiras e o Coro do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro interpretarão uma das mais comoventes composições de Rossini. Liliana Nogueira, soprano; Rafaela Veiga, mezzo-soprano; Pedro Rodrigues, Tenor; José Corvelo, baixo compõem o naipe de solistas que, em “Stabat Mater”, cantam a dor de Maria, mãe de Jesus, nos momentos finais da sua cruxificação.

Os bilhetes para este Concerto I do V CICLO DE REQUIEM – COIMBRA 2017 custam 10 euros e podem ser comprados nas bilheteiras do Convento São Francisco, na FNAC, na bilheteira BOL, no Cowork.Coimbra ou através do email corosinfonicoinesdecastro@gmail.com.

O V Ciclo de Requiem decorre de 25 de março a 14 de abril no Convento de São Francisco, no Conservatório de Música de Coimbra e na Sé Velha. Pelos palcos do ciclo passarão obras de Mozart, Jenkins, Rossini e Brahms.

Próximos concertos:

CONCERTO II - Concerto Solidário a reverter para a “ERGUE-TE”
In Paradisum (Canto gregoriano para a liturgia exequial)
DATA: 1 de Abril
HORA: 21h30
LOCAL: Sé Velha de Coimbra
DURAÇÃO: ca 66’00’’
INTÉRPRETES:
Coro: Capela Gregoriana Psalterium
DIRECÇÃO: Alberto Medina de Seiça
Bilhetes: entrada livre mediante entrega de donativo para a ERGUE-TE

CONCERTO III
Requiem em Ré m, K. 626, Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
DATA: 2 de abril
DATA: 18h00
LOCAl: Grande Auditório do Convento São Francisco
DURAÇÃO: ca 60’00’’
INTÉRPRETES:
Coro: Coro Sinfónico Inês de Castro
Orquestra: Orquestra do Norte
Solistas: Bárbara Barradas – Soprano; Cátia Moreso - Mezzo-soprano; João Terleira – Tenor; Rui Silva - Baixo
DIRECÇÃO: Artur Pinho Maria
Bilhetes: entre os 5 euros e os 18 euros

CONCERTO IV
Missa “The Armed Man”, Karl Jenkins (1944)
DATA: 8 de abril
HORA: 21h30
LOCAL: Auditório do Conservatório de Música de Coimbra
DURAÇÃO: ca 70’00’’
INTÉRPRETES:
Coros: Coro da Universidade do Minho e Coro do Conservatório Superior de Musica de Vigo
Orquestra: Orquestra da Universidade do Minho
Solistas: Patrícia Quintas – Mezzo-soprano; Pedro Telles – Baixo
DIREÇÃO: Ertug Korkmaz
Bilhetes: 10 euros

CONCERTO V
Um Requiem Alemão op. 45, JOHANNES BRAHMS 
DATA: 14 de abril
HORA: 18h00
LOCAL: Auditório do Conservatório de Música de Coimbra
DURAÇÃO: ca 80’00’’
INTÉRPRETES:
Coro: Coro Sinfónico Inês de Castro
Orquestra: Orquestra de Espinho
Solistas: Carla Caramujo – Soprano; Rodrigo Carvalho - Baixo
DIREÇÃO Pedro Neves
Bilhetes: 10 euros

O Café Concerto do Convento São Francisco foi, esta quarta-feira, palco da sessão de apresentação do livro “Imprensa e I Guerra Mundial Censura e Propaganda 1914-1918”, da autoria de Noémia Malva Novais, editado pela Caleidoscópio em parceria com o Centro República. A apresentação, que teve o apoio da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), contou, para além da autora, com a presença do presidente da CMC, Manuel Machado, da vereadora da Cultura, Carina Gomes, do Editor da Caleidoscópio, Jorge Ferreira, e da historiadora Isabel Nobre Vargues, que fez a apresentação da obra, além de algumas individualidades militares, familiares da autora e algum público. 

Manuel Machado começou por saudar os presentes, lembrando que o Convento São Francisco se “destina a várias atividades como esta, que é a apresentação de livros e debate sobre a literatura, sobre as artes”. O presidente da CMC lembrou que a autora, Noémia Malva Novais, trabalha na Associação Nacional de Municípios Portugueses, a que tem a honra de presidir. “Por isso eu tenho um prazer muito especial em estar aqui a testemunhar, perante vós, o quanto é para nós importante ter colaboradores que se dedicam e estudam e apresentam trabalho em vários domínios, incluído o literário e de recolha histórica relevantes de um tempo que por sorte nenhum de nós pode viver”, referiu o edil. “Mas, por aquilo que ouvimos dizer e por aquilo que vamos lendo, foi um tempo marcante ou talvez determinante daquilo que ainda hoje somos”, concluiu o presidente da CMC.

 

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, consignou hoje a empreitada de requalificação da Praça das Cortes de Coimbra à empresa Irmãos Almeida Cabral Lda., pelo valor de 421.198 euros (c/IVA) e um prazo de execução de 210 dias. “O parque de estacionamento não é apenas para os utilizadores do estádio universitário, mas também para os utilizadores do centro da cidade”, afirmou Manuel Machado, revelando que a autarquia irá criar um novo parque de estacionamento gratuito, junto aos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), que os automobilistas poderão usar como alternativa durante e após a empreitada. 

Carlos Cidade, vereador da CMC do Urbanismo, Diamantino de Almeida Cabral, representante da firma adjudicatária e diversos técnicos municipais, também marcaram presença no ato. 

Segundo Manuel Machado, prevê-se que a conclusão dos trabalhos ocorra ainda durante o ano em curso, a tempo, portanto, do início dos Jogos Europeus Universitários (EUSA Games) de 2018, que terão o seu epicentro no complexo do Estádio Universitário, equipamento desportivo situado nas proximidades da Praça das Cortes. “O tempo de execução desta empreitada é muito importante porque ela tem de estar pronta bem antes dos treinos para os EUSA Games”, vincou.

“Queremos mostrar uma cidade como ela é, bonita e ainda melhor” através, segundo o edil, de um projeto simples “que servirá a cidade e as pessoas que a usam”.

A obra que a partir de hoje se inicia visa melhorar a Praça das Cortes, que atualmente funciona como estacionamento desregrado e é um espaço público bastante percorrido por pessoas que trabalham na cidade, turistas e utilizadores do Estádio Universitário. A empreitada irá beneficiar as estruturas envolventes, através da construção, na secção norte da praça, de um parque de estacionamento fechado, e de uma zona pedonal, a sul, que funcionará como “receção” para quem atravessa a ponte. 

A renovação desta área urbana inclui a plantação de 46 árvores. Lódãos no parque do estacionamento, jacarandás na zona pedonal, e freixos europeus no talude entre o estacionamento e a secção pedonal. Já o passeio junto ao Estádio Universitário será prolongado até à Av. João das Regras, melhorando o acesso pedonal.

A Praça das Cortes foi alvo de uma intervenção cuidada aquando da construção do Estádio Universitário, mas que não chegou a ser concluída, restando hoje poucos vestígios da mesma. Como, na altura, não foram criados os parques de estacionamento inicialmente previstos para o estádio, esta área tem vindo a ser utilizada, intensivamente, como estacionamento desregrado. Um uso que contribuiu para degradar o espaço, com a ocupação e deterioração dos passeios e de zonas que foram inicialmente ajardinadas. 

O acesso ao futuro parque de 175 lugares (quatro dos quais destinados a automobilistas com mobilidade reduzida) far-se-á a partir das avenidas de Conímbriga ou João das Regras, efetuando-se a saída através da Av. de Conímbriga. A acessibilidade ao parque será limitada por baias, estando prevista a construção de uma cabine para cobrança e controlo. Na Av. de Conímbriga e na entrada do parque serão instalados painéis com informação sobre a disponibilidade de aparcamento. Ainda no exterior do parqueamento estão projetados mais 19 lugares de estacionamento controlados por parquímetros. 

A empreitada necessita de acompanhamento arqueológico, que será efetuado por técnicos da CMC, de modo a não onerar o custo da construção do estacionamento.

Ouça aqui a intervenção de Manuel Machado.

 

IV Memorial Engenheiro Jorge Lemos:
Tendo como objetivo homenagear o homem, bem como fomentar a participação dos mais novos em atividades desportivas, a Câmara Municipal de Coimbra realiza um convívio no escalão de Benjamins, no Campo Municipal da Arregaça, com a colaboração da Associação de Futebol de Coimbra, no dia 25 de Março, das 9H00 às 13h00.

Campeonato Nacional de Damas Clássicas e Internacionais:
Competição na modalidade de Damas, organizada pela Federação Portuguesa de Damas, que irá decorrer na sala de formação do Quartel do Corpo de Bombeiros Sapadores, a 25 de Março, entre as 10h00 e as 19h30

Torneio José António Marques:
A Ginástica Rítmica é uma disciplina olímpica essencialmente feminina que se caracteriza por combinar aspetos estéticos e artísticos através da realização de movimentos corporais, coordenados com o manejo dos aparelhos portáteis: a corda, o arco, a bola, as maças e a fita. Este torneio é uma das provas do Calendário Nacional desta modalidade e vai decorrer no Pavilhão Municipal Multidesportos Mário Mexia, de 25 a 26 de Março.

Clube Náutico Académico de Coimbra (CNAC) vs Clube Fluvial Portuense:
A 25 de Março, pelas 14h30, nas Piscinas Municipais Rui Abreu, o CNAC enfrenta o Portuense. Jogo de Polo Aquático a contar para o Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Masculino. 

Clube União 1919 vs Clube Desportivo Pedrulhense:
A disputar o Trofeu Traquinas, o União recebe o Pedrulhense, no Campo Municipal da Arregaça, no dia 25 de Março, pelas 15h00.

Clube Náutico Académico de Coimbra (CNAC) vs Clube Fluvial Portuense:
Os Sub17 masculinos do Clube Náutico Académico, nesta época 2016-2017 encontram-se a disputar o campeonato regional de Sub17 masculino de polo aquático da Associação de Natação do Norte de Portugal. Esta prova destina-se aos atletas com idades entre os 12 e 17 anos e as melhores equipas são apuradas para a fase nacional da competição. A 25 de Março, nas Piscinas Municipais Rui Abreu, o CNAC enfrenta o Portuense, às 16h30.

Associação Académica de Coimbra vs Coral de Reguengos de Monsaraz:
Às 16h45 de 25 de Março, nas Piscinas Municipais Luis Lopes da Conceição, a Académica enfrenta o Reguengos. Jogo de Polo Aquático a contar para a 2.ª Fase do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Masculino – Zona Sul.

Clube União 1919 vs Clube Condeixa Associação Cultural e Desportiva:
No Campo Municipal da Arregaça, a 26 de Março, pelas 11h00, haverá um jogo a contar para a Taça de Encerramento de Iniciados Fut 11, entre o União e o Condeixa.

Lordemão Futebol Clube vs Associação Desportiva de Poiares:
O Campeonato Nacional de Promoção do futebol Feminino disputa se no Campo Municipal da Arregaça, a 26 de Março, às 15h00, entre o Lordemão e o Poiares. 

 Data

Hora

Evento

Modalidade

Local

Organizador

25 Mar

9h00

IV Memorial Eng.º Jorge Lemos

(Convívio de Benjamins)

Futebol

Campo Municipal da Arregaça

Câmara Municipal de Coimbra

25 Mar

10h00

19h30

Campeonato Nacional de Damas Clássicas e Internacionais

Damas

 Companhia de Bombeiros Sapadores, Av. Mendes Silva

Federação Portuguesa de Damas

25 Mar

11h00

Torneio de Ginástica José António Marques

Ginástica Rítmica

Pavilhão Municipal Multidesportos Mário Mexia

Federação de Ginástica de Portugal/Centro Norton de Matos

25 Mar

11h00

Convívio Nacional de Rugby Juvenil

Râguebi

Campo da Escola Superior Agrária Coimbra, Bencanta, S. M. Bispo

AE da ESAC/Secção Rugby

25 Mar

11h00

Académica vs A.D. Sanjoanense

Infantis

Andebol

Pavilhão 1 do Estádio Universitário

Federação Portuguesa de Andebol

25 Mar

14h30

Olivais vs Juvemaia

Campeonato Nacional Sub16 femininos

Basquetebol

Pavilhão Eng.º Augusto Correia, Olivais

Federação Portuguesa de Basquetebol

25 Mar

14h30

Náutico Académico vs Fluvial Portuense

Campeonato Nacional 1.ª Divisão Masculino

Pólo Aquático

Piscinas Municipais Rui Abreu, Pedrulha

Federação Portuguesa de Natação

25 Mar

15h00

Olivais vs União Sportiva

Campeonato Nacional Liga feminina

Basquetebol

Pavilhão Eng.º Augusto Correia, Olivais

Federação Portuguesa de Basquetebol

25 Mar

15h00

Vigor Mocidade vs “Os Repesenses”

Campeonato Nacional Juniores 2.ª divisão

fase manutenção

Futebol

Campo dos Sardões, Fala, S. M. do Bispo

Federação Portuguesa de Futebol

25 Mar

15h00

Académica vs S. Bernardo

Juvenis

Andebol

Pavilhão 1 do Estádio Universitário

Federação Portuguesa de Futebol

25 Mar

15h00

União 1919 vs C.D. Pedrulhense

Troféu Traquinas

Futebol

Campo Municipal da Arregaça

Associação de Futebol de Coimbra

25 Mar

16h00

C. S. S. João vs Rio Ave F. C.

Campeonato Nacional 1.ª divisão/Liga

Futsal

Pavilhão do Centro Social S. João, Pé de Cão, S. M. do Bispo

Federação Portuguesa de Futebol

25 Mar

16h30

Náutico Académico vs Fluvial Portuense

Campeonato de Sub17 Masculino

Pólo Aquático

Piscinas Municipais Rui Abreu, Pedrulha

Associação de Natação do Norte de Portugal

 

25 Mar

 

16h45

Académica vs Coral Reguengos Monsaraz

2.ª Fase do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Masculino – Zona Sul

Pólo Aquático

Piscinas Municipais Luis Lopes da Conceição, São Martinho do Bispo

Federação Portuguesa de Natação

26 Mar

10h00

Torneio de Ginástica José António Marques

Ginástica Rítmica

Pavilhão Municipal Multidesportos Mário Mexia

Federação de Ginástica de Portugal /Centro Norton de Matos

26 Mar

11h00

Académica vs ACD Gulpilhares

Campeonato Nacional Sub13

Hóquei em Patins

Pavilhão 3 do Estádio Universitário

Federação Portuguesa de Patinagem

26 Mar

11h00

Académica vs Ílhavo Andebol Clube

Minis

Andebol

Pavilhão 1 do Estádio Universitário

Federação Portuguesa de Andebol

26 Mar

11h00

União 1919 vs Clube Condeixa

Taça de Encerramento Iniciados

Futebol

Campo Municipal da Arregaça

Associação de Futebol de Coimbra

26 Mar

15h00

Lordemão F.C.  vs A.D.  Poiares

Campeonato Nacional de Promoção do futebol Feminino

Futebol

Campo Municipal da Arregaça

Federação Portuguesa de Futebol

26 Mar

16h00

Académica vs C.V. Oeiras

Juvenis femininos

Voleibol

Pavilhão 2 do Estádio Universitário

Federação Portuguesa de Voleibol






 


 

O Campo Municipal da Arregaça vai acolher, no próximo dia 25 de março, das 9h00 às 13h00, o IV Memorial Eng.º Jorge Lemos. Um convívio desportivo organizado pela Câmara Municipal de Coimbra (CMC), com a colaboração da Associação de Futebol de Coimbra (AFC), que pretende homenagear uma figura incontornável da cidade, o homem do desporto e autarca Jorge Lemos, e fomentar a prática desportiva junto dos mais jovens. O torneio de futebol, destinado ao escalão de Benjamins, vai juntar em campo cerca de 200 atletas, dos 8 aos 10 anos, de 16 equipas do concelho, para uma manhã de convívio e confraternização.

É a quarta edição do evento, criado pelo atual executivo da CMC com a colaboração da AFC, que tem por fim homenagear Jorge Lemos, uma personalidade ativa em diversos quadrantes da sociedade, que sempre abraçou o desenvolvimento do desporto no concelho e ainda fomentar a participação dos mais jovens em atividades desportivas, promovendo hábitos de exercício físico regulares. Um convívio que, este ano, vai juntar cerca de 200 futebolistas, dos 8 aos 10 anos (escalão de Benjamins), de 16 equipas do concelho, das 9h00 às 13h00 do próximo sábado, no Campo Municipal da Arregaça.

As 16 equipas inscritas foram divididas em quatro grupos, de quatro equipas, e cada uma terá de jogar com as restantes equipas do grupo, sendo que não existem classificações. No Grupo 1 encontra-se o Cernache, Pedrulhense, Esperança e Almalaguês; no Grupo 2, a Associação Académica de Coimbra/Secção de Futebol, o Ribeirense, o Arzila e o Vigor; no Grupo 3, o Assafarge, o Souselas, o Adémia e a Associação Académica de Coimbra/Organismo Autónomo de Futebol; e, por fim, no Grupo 4, o União 1919, o Eirense, o N10 e o Casaense.

O torneio realiza-se em dois campos e, apesar de não ter cariz competitivo, existem regras a cumprir. As regras ditam que as substituições dos jogadores são volantes – ou seja, podem entrar, sair e voltar a entrar sempre que for necessário (a entrada deve ser feita pela linha de meio campo) –, mas é obrigatório que todos os atletas de cada equipa participem em todos os jogos. As restantes leis do jogo regem-se pelo que se encontra estabelecido nas competições oficiais de futebol de 7.

Os jogos serão arbitrados por técnicos de desporto da CMC, os horários devem ser cumpridos (ver abaixo o calendário dos jogos) e, no final, todos os atletas vão receber diploma de participação.

Reforçamos que o IV Memorial Eng.º Jorge Lemos é um convívio de homenagem a uma incontornável figura da cidade. Jorge Lemos teve um papel relevante na promoção e desenvolvimento do desporto no concelho e ocupou, entre outros cargos, o de vereador do Desporto da CMC, deputado da Assembleia Municipal de Coimbra, membro do Conselho Académico da Associação Académica de Coimbra/Organismo Autónomo de Futebol e vice-presidente da Associação de Futebol de Coimbra.

Calendário dos jogos:

Campo 1

9h00 – Pedrulhense/Cernache

9h20 – Esperança/Almalaguês

9h40 – Ribeirense/AAC-SF

10h00 – Arzila/Vigor

10h20 – Cernache/Esperança

10h40 – Almalaguês/Pedrulhense

11h00 – AAC-SF/Arzila

11h20 – Vigor/Ribeirense

11h40 – Almalaguês/Cernache

12h00 – Esperança/Pedrulhense

12h20 – Vigor/AAC-SF

12h40 – Arzila/Ribeirense

 

Campo 2

9h00 – Souselas/Assafarge

9h20 – Adémia/AAC-OAF

9h40 – Eirense/União 1919

10h00 – N10/Casaense

10h20 – Assafarge/Adémia

10h40 – AAC-OAF/Souselas

11h00 – União 1919/N10

11h20 – Casaense/Eirense

11h40 – AAC-OAF/Assafarge

12h00 – Adémia/Souselas

12h20 – Casaense/União 1919

12h40 – N10/Eirense

 

 

A Câmara Municipal de Coimbra inaugura, no próximo dia 26 (domingo), às 15h30, na Galeria de Exposições Temporárias do Museu Municipal – Edifício Chiado, a exposição de pintura “Ser humano ou pior que isso”, com obras de Nuno Fonseca.

Sinopse da exposição, pelo autor: Ser humano ou pior que isso – A dicotomia humana, o melhor e o pior juntos num só espaço. Lugar-comum, cliché, ponto de vista. Não é crítica ou análise ao ser humano mas sim exploração plástica de uma temática.

Sobre o seu trabalho, Nuno Fonseca refere: Sou um apaixonado pela figuração, pela riqueza cromática pela forma pela linha pela estrutura, pela mancha. Para mim, a temática é um mero pretexto mas sempre bem-vindo. O meu trabalho reflete a minha razão estética e é a ela que respondo. No meu processo crio em primeiro a mancha e a textura, só depois vem a figuração que se interliga na estrutura inicial, ora fazendo parte dela, ora extrapolando-a. Concilio várias atitudes pictóricas dentro da mesma tela fazendo-as dialogar como se o quadro fosse o ponto de encontro de várias personalidades.

O artista plástico que agora expõe na galeria do Edifício Chiado nasceu em Coimbra, em 1976. Concluiu, em 2000, a licenciatura em Pintura na ARCA-EUAC – Escola Universitária das Artes de Coimbra. Em 2008 passou a dedicar-se exclusivamente à criação artística, no seu atelier, espaço aberto ao público no 4.º piso do Centro Comercial Avenida onde também leciona pintura e desenho. Em 2012, concluiu o Mestrado em Comunicação Estética na ARCA, com o tema “Na Arte a pintura e a planta viva”.

O seu percurso artístico é dado a conhecer ao público desde os 24 anos. No âmbito das exposições individuais que realizou, sobretudo, na região centro, Nuno Fonseca salienta as exposições “o último dia da vida de um anjo”, na Galeria Factum, em Coimbra (2001); “estorias de Anacleto”, na Galeria Santa Clara, em Coimbra (2002), a exposição que levou ao CAE – Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz, em 2010, e “Figuras Ingratas”, patente na Casa Municipal da Cultura, em Coimbra (2010).

De entre o universo de exposições coletivas em que a sua obra marcou presença, de norte a sul do país, Nuno Fonseca destaca as levadas a cabo no Porto, Coimbra, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Cerveira, Leiria, Almancil, Aveiro, Sintra, Belas, Tábua, Cantanhede, Oeiras, Vila Nova de Gaia e Marco de Canaveses. No ano transato levou a Londres, no âmbito do Projeto Portugart, D Contemporary, Mayfair a obra “A rapariga que queria ter braços”, um acrílico e charcoal sobre pano (imagem anexo).

A sua obra foi distinguida com alguns prémios, designadamente, uma Menção Honrosa, na III Bienal de Arte da Fundação Cupertino de Miranda, Vila Real (1999); 1º Prémio, Prémio Nacional de Pintura Júlio Resende (2001); 2º Prémio, Prémio Jovem de Artes Plásticas do CAE – Figueira da Foz (2009); Menção Honrosa no Aveiro Jovem Criador (2010); Prémio Revelação, VI Bienal de Pintura de Pequeno Formato – Prémio Joaquim Afonso Madeira, Alhos Vedros (2013).

Nuno Fonseca está representado na Galeria O Rastro (Figueira da Foz), na Galeria Rui Alberto (Porto) e na Galeria Acervo (Lisboa).

A exposição, com entrada livre (Rua Ferreira Borges, nº 85), estará patente até ao dia 14 de maio, de terça a sexta-feira, das 10h00 às 18h00; aos sábados e domingos, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00. Encerra à segunda-feira e feriados.

 

É inaugurada, no próximo sábado (dia 25 de março), às 15h00, na Galeria Ferrer Correia (Casa Municipal da Cultura), a exposição de Desenho e Pintura “Primaveras”, que reúne trabalhos de Maria Amália Henriques e Maria Henriques, mãe e filha, que partilham a mesma paixão pelo desenho e pintura.

Nesta exposição, com trabalhos maioritariamente alusivos às gentes e lugares da cidade de Coimbra, bem como às múltiplas tonalidades dos cenários naturais (florais e primaveris), predominam os desenhos a caneta e a grafite, de autoria de Maria Henriques e, na pintura, as obras com recurso a técnica mista e óleos sobre tela, de Maria Amália Henriques.

Maria Amália Henriques é natural de Chaves e reside em Coimbra. Estudou na Universidade de Coimbra e na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Foi professora de Artes Plásticas, atualmente aposentada, com participação em várias exposições coletivas.

Maria Henriques Freitas nasceu em Coimbra, cidade onde reside. É licenciada em Arquitetura pela Universidade de Coimbra. Venceu o 1.º Prémio (em co-autoria) do 14.º Concurso Ibérico S.C. Pladur, promovido pela Universidade de Coimbra. Foi-lhe atribuída uma Menção Honrosa (em co-autoria) no Concurso Thyssenkrupp Arquitectura 2004. Ainda estudante organizou e participou em diversas exposições de Artes Plásticas.

A exposição estará patente até ao dia 24 de abril de 2017, com entrada livre, de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h30; sábado, das 11h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00. Encerra domingos e feriados.




 

O Dia Mundial da Poesia (celebrado no passado dia 21 março), o Dia Internacional do Livro Infantil (comemorado a 2 de abril) ou o Dia Mundial do Livro (efeméride assinalada a 23 de abril) servem de pretexto para – a par com o cumprimento daquilo que são os desígnios e a missão da Rede Pública de Bibliotecas – celebrar o livro e promover a leitura junto do público escolar infantil.

Desta vez, a Câmara Municipal de Coimbra dirige a sua ação a grupos escolares, dos níveis de ensino pré-escolar e do 1.º Ciclo do Ensino Básico, através da iniciativa designada Atelier de Palavras. Diferentes polos da Rede de Bibliotecas Anexas Municipais acolhem, assim, no período que se estende até 16 de junho de 2017, um divertido e interativo atelier de palavras intitulado “Dicionários e catálogos especiais e muitas surpresas mais!”.

A iniciativa foi concebida com base em três surpreendentes e alegres narrativas: “O dicionário do menino Andersen”, de Gonçalo M. Tavares, “Catálogo de objectos travessos : toda a verdade sobre as feras que nos espreitam lá em casa”, de Pablo Prestifilippo e “Cãopêndio”, de Tóssan, livros que estimulam a descoberta do gosto pela leitura junto de crianças de tenra idade.

As Bibliotecas Anexas Municipais de Almalaguês, Assafarge, Brasfemes, Cernache, Ribeira de Frades e S. João do Campo abrem as portas a grupos escolares infantis, não apenas provindos das escolas das respetivas localidades mas, também, de outras escolas do concelho ou da região.

A participação na iniciativa é gratuita, ainda que sujeita a marcação prévia (de segunda a sexta-feira, das 14h00 às 19h30), através dos seguintes contactos: Almalaguês (telef. 239 932 493), Assafarge (telef. 239 437 920); Ribeira de Frades (telef. 239 985 144), S. João do Campo (telef. 239 962 208). Para a Biblioteca Anexa de Cernache, de segunda a quarta-feira, das 14h00 às 19h30 (telef. 239 946 629), e para o polo de Brasfemes, às quintas e sextas-feiras, das 14h00 às 19h30 (telef. 239 918 303).