Mostra de BD cativou muito público durante 4 dias

Terminou este domingo a segunda Coimbra BD - Mostra Nacional de Banda Desenhada, que desde quinta-feira conferiu um colorido diferente à Casa Municipal da Cultura, atraindo muito público. No último dia, preenchido com vários eventos, estiveram em destaque tertúlias, projeção de filmes de animação, sessões de autógrafos, a concorrida sessão de desenho de modelo e, a encerrar, a emissão em direto do programa Geekfreak, da Rádio Universidade de Coimbra (RUC).

Mais uma vez a Coimbra BD – Mostra Nacional de Banda Desenhada foi organizada pela Câmara Municipal de Coimbra (CMC), com o apoio da livraria Dr. Kartoon e da RUC. Em declarações ao Diário de Coimbra, a vereadora da Cultura da CMC, Carina Gomes, afirmou que o evento “correspondeu às expetativas” e sublinhou a “satisfação” de quem visitou o certame durante os quatro dias. “É para continuar, sem dúvida”, garantiu.

De entre as várias tertúlias que preencheram este domingo, referência para a que aconteceu por volta das 15h00, denominada “Filipe Melo e os Vampiros e outras colaborações com Juan Cavia”. Aqui, o argumentista Filipe Melo abordou os seus trabalhos com o desenhador argentino Juan Cavia, centrando-se no livro Vampiros, editado o ano passado, que fala da guerra colonial. Filipe Melo começou por contar que o primeiro livro que fez com o desenhador, ainda não o conhecia. “Escrevo em formato guião de cinema e não sei desenhar”, confessou Filipe Melo.

Ainda na tarde do último dia do certame, decorreu uma tertúlia conduzida pelo desenhador Nuno Saraiva, intitulada “Ilustração e Banda desenhada”. Aqui o desenhador contou um bocado do seu percurso. “Comecei pela banda desenhada, mas hoje sou mais ilustrador”, disse. “Não se consegue só viver da banda desenhada”, reconheceu.

Durante a tarde aconteceram ainda sessões de autógrafos com artistas e argumentistas, tais como Nuno Saraiva, Jorge Coelho, Filipe Melo e André Caetano.

A emissão do programa GeekFreak da RUC, em direto da Casa Municipal da Cultura, foi o ponto alto do último dia da segunda edição da Coimbra BD – Mostra Nacional de Banda Desenhada. A conversa programada com Bruno Aleixo, o personagem de Coimbra, criado por João Moreira, acabou por ficar incluída no programa GeekFreek.

Uma emissão que contou com a participação do público, que aproveitou para satisfazer todas as suas curiosidades sobre a “9.ª arte” junto de um leque de conhecedores, tais como Breno Ferreira, Pedro Nora e José Santiago, que são os responsáveis do programa, e de João Moreira, o criador de Bruno Aleixo.

A BD e a sua ligação com o cinema e as séries de TV foi o assunto em destaque. Os intervenientes salientaram as adaptações de personagens dos quadradinhos à tela, tendo sido citado o exemplo do Watchman, entre outros. As opiniões iam divergindo no que respeita à forma, mais ou menos fiel, como cada realizador adapta as personagens ou como cada ator veste as suas peles. Mais à frente João Moreira falou do programa Bruno Aleixo, da nova série que estreia em abril, contando como o mesmo é feito e preparado. A emissão terminou com elogios à Coimbra BD.

Recorde-se que o GeekFreak é um programa semanal de rádio sobre a cultura Geek, nas suas mais variadas vertentes: BD, gaming (card, board, RPG, consolas e PC), colecionáveis (action figures, estatuetas), cinema (cyfy, animação, fantasia), séries de TV, literatura e tecnologia de ponta. Está no ar há quatro anos e teve a oportunidade de entrevistar algumas personalidades sonantes do panorama nacional da BD, tais como Filipe Melo, André Caetano, João Lameiras, Luís Louro, Fernando Relvas, entre outros.

Terminou, assim, a segunda Coimbra BD. Um evento que apresentou a BD à cidade e que contou com venda de livros, revistas e outras edições, merchandising, exposições de desenhos originais, apresentações de obras, documentários, filmes de animação, tertúlias com autores, sessões de autógrafos e um desfile de cosplay.