SABE – Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares

Desde o início do programa em 1996, o Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares vem promovendo a cooperação entre as Autarquias e as Bibliotecas Escolares. Com a integração na RBE e a consequente assinatura de Acordos de Cooperação entre o Ministério da Educação, a Direcção Regional, as Escolas e a Câmara Municipal, estabeleceu-se uma parceria.

O concelho de Coimbra entrou na RBE em 2004 com a formalização dos Acordos de Cooperação que integraram as EB1 de Almalaguês, Vendas de Ceira, Ribeira de Frades e Taveiro. Sucederam-se outros que integraram desta vez, as EB1 de Casais do Campo e de Eiras. As escolas do 1º ciclo da Solum, Quinta das Flores e Coselhas, integravam já a RBE antes da adesão do Município. Nos Acordos de Cooperação prevê-se a criação de umserviço que assegure o apoio técnico às bibliotecas escolares e a cooperação interbibliotecas, de forma a complementar e a potenciar os recursos documentais a nível local .

No concelho de Coimbra este serviço, identificado como SABE, foi criado por deliberação camarária nº3604 de 16/07/2007. Está directamente dependente da Divisão de Biblioteca e Arquivo, sendo da sua competência:

  • *apoiar os planos de implementação de bibliotecas escolares, ao nível do 1º ciclo, prestando colaboração técnica no domínio da sua criação, organização e gestão do seu fundo documental. Os acervos, adequados à idade dos leitores, são diversificados e repartem-se por diferentes suportes: livros, audiovisuais e material lúdico. Os computadores e a internet (disponibilizados pela Autarquia), são parte integrante da componente formativa destas bibliotecas;
  • * prestar algum apoio na sugestão de escolha do fundo documental/mobiliário e equipamento, bem como na organização das bibliotecas escolares dos outros níveis de ensino;
  • * participar na formação dos profissionais envolvidos no serviço das bibliotecas escolares;
  • * promover a articulação das diferentes bibliotecas escolares, visando a cooperação e a rentabilização de meios, promover acções de animação da leitura e apoiar/cooperar em projectos de leitura apresentados pelas equipas da biblioteca escolar tendo em vista o desenvolvimento dos hábitos de leitura e competências literácicas;
  • * disponibilizar recursos documentais às escolas (empréstimo interbibliotecário);
  • * disponibilizar outros recursos capazes de serem reutilizados em contexto escolar, por ex. as exposições itinerantes da BMC;
  • * encontrar condições para a criação e disponibilização de um catálogo colectivo do concelho.
Para operacionalizar estas competências de um modo eficaz, foi criado um Grupo de Trabalho Concelhio no dia 8 de Outubro de 2008, subscrito por todos os representantes dos órgãos de gestão das escolas do concelho, em articulação com o SABE para uniformizar práticas biblioteconómicas e literácicas. Neste âmbito, serão produzidos documentos normativos orientadores e concretizado o Plano de Actividades que será anualmente aprovado pelo GT Concelhio, tendo sempre presente a importância das bibliotecas como força viva para a educação, a cultura e a informação, e como agente essencial para a promoção da paz e do bem-estar espiritual nas mentes dos homens e mulheres (in Manifesto da Unesco).


© 2007  BMC  -  Todos os Direitos Reservados 
início | ligações | contactos | mapa do site